quinta-feira, setembro 25, 2008

Assaltos - Aviso

Hoje. Entre as 10 e 11 da manhã. Uma mulher entra no prédio da sua casa. Sobe um lance de escadas. É assaltada. O homem entrou sorrateiramente. Atrás dela. Deu 2 ou 3 puxões e levou-lhe a mala. Conteúdo: dinheiro, documentos, telemóvel, óculos e outros pertences. Gritos, muitos gritos. Ele foge. Outro homem oferece-se para ajudar a apanhar o primeiro. Nunca mais se ouve falar dele. Choro. Susto. Medo. Raiva. A mulher tem 80 anos. Aconteceu hoje no meu prédio. A mulher é a minha tia. Não houve violência física, mas psicológica. Os puxões deixaram uma imensa nódoa negra e um arranhão feito pela correia do relógio. Passam depressa. A dor na alma, o susto e o medo é evidente que não.

Dentro do próprio prédio é o que nos confunde mais, não é? Vítima fácil por ser uma velhota, é verdade. Mas não é desculpa. É doloroso e dói na alma.

Não sou uma pessoa alarmista, por regra. Apesar desta vaga de insegurança que tem assolado o país tenho conseguido manter-me tranquila e, felizmente, sem problemas. Considero-me uma pessoa cuidadosa e atenta e procuro agir da mesma forma no meu dia-a-dia. Mas quando é à porta de casa, garanto-vos, o medo aumenta e o susto é grande. Principalmente quando a(s) vítimas(s) são aqueles de quem gostamos.

Deixo um conselho que eu própria já praticava, mas apenas de quando em vez: quando sairem ou entrarem nos prédios de vossas casas CERTIQUEM-SE de que a porta ficou fechada.

Saudações virtuais

5 comentários:

Empregado de balcão disse...

E eu que tenho uns vizinhos no 2ºandar que apesar do letreiro "feche a porta" coladono vidro da porta, continuam a deixa-la encostada.

Que... Grrr!!!!

Diário de um Anjo disse...

O que não é um impedimento porque nos prédios com muita gente é dificil conheceres toda a gente que entra com boas intenções. Infelizmente é assim o mundo que nos rodeia!
Espero que já tenha recuperado do susto!!!
Beijinhos

Anónimo disse...

Olá! Nunca tinha deixado aqui um comentário, mas não podia deixar de enviar um grande beijinho à tua tia e a todos vocês aí em casa. É incrível o ponto a que chegámos!!! CAC

Rosa disse...

Já não há lugares seguros... :(

Beguinha disse...

Quanto mais perto ficam as histórias desta índole mais inseguros nos sentimos todos. Neste momento, pode acontecer a qualquer um. :(