quinta-feira, dezembro 03, 2009

Às vezes...

... gostava que este espaço fosse de total anonimato. E nessas vezes eu poderia escrever tudo o que me vai na alma. Assim, guardo para mim, porque onde me apetece desabafar não posso. E há casos em que o caderninho da praxe não resolve nada de nada. E, no fim, ainda tem que se agradecer, porque é educado. Bolas, é que por aqui chove todos os dias e todas as noites por não se compreender e entender que raio de furacão arraçado de tsunami deixou este baixo astral e esta sensação de vazio a pairar por todo o lado. Tão cedo não há mais, com toda a certeza! E tão cedo aqui representa anos. Tinha de agradecer mesmo o quê? Foda-se!!! (desculpem-me, mas é mesmo o que me apetece dizer!)

Saudações virtuais

5 comentários:

Gi disse...

Cria um blogue completamente anónimo e despeja para lá tudo. :)
Este mês de Dezembro entrou agreste, amiga!

BlueAngel disse...

Gi,

está na forja, está na forja. Parece que somos duas, mas a mim provocaram-me.

Sílvia disse...

Amiga, entendo tao bem o que dizes. Ja cheguei a fazer isso..mas nao me soube tao bem, tipo a falar para as paredes lool...tens de te chegar a uma boa amiga e fazer uma sessao de despejanso jinhos!

Sonya disse...

concordo com a Gi. Um blog anónimo e que ninguém do teu ciclo de amigos saiba que o tens é o melhor para o teu "problema". Beijocas grandes da "sobrinha" que te adora! :P

Empregado de balcão disse...

Como te compreendo... há sempre a possibilidade de escreveres e deixares em rascunho, para mais tarde (um dia, quem sabe) publicares esses posts.