quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Depeche Mode, Soberbos!!!




Espantástico! Fabulástico! Delicioso! Enternecedor! Comovente! Excitante! Estrondoso! Pulante!

O concerto dos Depeche Mode superou as minhas expectativas e eram muitas. Não sou a fã número 1 da banda, mas cresci a ouvir, também, a música deles e sempre gostei muito do estilo que apresentam. Têm alguns clássicos que fazem parte da minha vida e que levaram o Pavilhão Atlântico (cheio que nem um ovo) ao rubro!

O palco estava perfeito, as frases e palavras que passavam na bola gigante e ao fundo ao palco deram um toque de genial ao concerto. Muita cor, um jogo de cores brilhante e um som de qualidade como eu nunca tinha ouvido no Pavilhão Atlântico.

A pontualidade britânica imperou e às 21h30 em ponto ouviram-se os primeiros acordes de "A Pain That I'm Used To" e depois foi "sempre a abrir" . Houve alguns momentos mais calmos, mas muito aplaudidos e apreciados pela vasta audiência.

Houve vários pontos altos. Dignos de assinalar: Precious, Personal Jesus e Just Can't Enough. Simplesmente únicos!!!!!

Os Depeche Mode brindaram os seus fãs com dois encores e, apesar disso, soube a muito pouco e todos tivémos vontade de muito mais. Mas tinha acabado ali mesmo. :(

Em Junho há mais... ele voltam e já está marcado a 28.

Quem esteve no Atlântico ouviu:
A Pain That I'm Used To
John The Revelator
A Question of Time
Policy of Truth
Precious
Walking In My Shoes
Suffer Well
Damaged People
Home
I Want It All
The Sinner
In Me
I Feel YouBehind The Wheel
World In My Eyes
Personal Jesus
Enjoy The Silence

Encore 1
Shake
The Disease
Just Can't Get Enough
Everything Counts

Encore 2
Never Let Me Down Again
Goodnight Lovers

Para mim as duas grandes faltas foram: "A Question of Lust" e "Strange Love". Quiçá para a próxima...

Saudações virtuais

NB: Uma informação adicional que devo agradecer à 390º:

Acerca del significado de Depeche Mode

Me alegra comprovar que alguien se ha esforzado por plasmar la vida y obra de este gran grupo:
Sin embargo me he permitido hacer una pequeqa correccisn referente al significado de "Depeche Mode", ya que por lo visto mucha gente cree que la traduccisn serma Moda Pasajera, o Moda Rapida, cuando en realidad no es asm. Hablando con un amigo francis (nativo pero habla un fantastico castellano) se me ocurris preguntarle qui demonios significa Depeche Mode. Despuis de un largo debate sobre contextos, sustantivos, verbos y demas llegs a la conclusisn de que definitivamente significa "Revista de Moda" -ni qui decir tiene que yo personalmente no tengo ni idea de francis-. El error que se suele cometer es traducir dipjche como si fuera un verbo (se dipjcher = darse prisa) cuando en realidad (y en el caso que nos ocupa) es un sustantivo: dipjche, que significa noticia, boletmn, y en el contexto utilizado originalmente (la citada revista) viene a significar eso, Revista de Moda.
Creo que el origen de esta errata se debe en gran medida a la cinta 101 y al enorme ixito que obtuvo. En un determinado momento de la citada, vemos a Martin y Andrew en una radio americana haciendo promocisn de su por entonces gira Music For The Masses Tour. El locutor entonces les dice que Depeche Mode significa "Fast Fashion" (traducido serma Moda Pasajera), lo cual es incierto, ya que este buen hombre seguramente debis confundir el verbo con el sustantivo. De ahm en adelante y ayudado por el masivo ixito de 101 se dio por hecho que Depeche Mode significaba Fast Fashion o Moda Pasajera.
Espero haber aportado mi granito de arena a la Wikipedia y sobre todo a que se reconozca mas y mejor este grandioso grupo.

1 comentário:

BB (O.ö) disse...

Que invejaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!

Grrr