segunda-feira, abril 11, 2011

Politiquices

Neste cantinho nunca se falou de política, não por ser um assunto tabu mas, porque nunca me apeteceu tocar nestes assuntos. O mais perto disto que se andou foi quando apelei à não abstenção. Mas lá por não falar em política não significa que não acompanhe as notícias diariamente e que não esteja informada. Ontem, particularmente, surgiu em mim a indignação e a incredulidade relativamente ao sr. Fernando Nobre. Confesso que nunca confiei muito na entrada dele nas politiquices, mas acredito que se sinta mesmo muito injustiçado e gtraído seja o eleitorado que acreditou nas palavras dele; dessa já me safei. Será que teve um ataque de Alzheimer em estado muito avançado e muito, muito forte? Senão atentem no que escrevia no Facebook no dia 20 de Fevereiro de 2011 (este ano, portanto) e reflictam no assunto, especialmente na parte das letras maiúsculas.

"Meus Queridos Amigos

Cidadãos Portugueses:

Até final de Abril/ Maio, encerrado completamente, espero, todo o processo constitucional da Candidatura e ouvidas muito atentamente as pessoas que mais amo e alguns Amigos, anunciarei a decisão sobre o como e em que moldes agiremos no futuro.

SERÁ, COMO NÃO PODERIA DEIXAR DE SER, UMA DECISÃO REFLECTIDA, SERENA, SOLITÁRIA, DEFINITIVA E SOBERANA.QUE NÃO PASSARÁ PELA CRIAÇÃO DE QUALQUER PARTIDO POLÍTICO.

E QUE, GARANTO-VOS, EXCLUÍ A MINHA PARTICIPAÇÃO POLÍTICA, NEM COMO INDEPENDENTE, NO ÂMBITO DOS PARTIDOS EXISTENTES, NEM EM ACTUAIS OU FUTUROS GOVERNOS PARTIDÁRIOS.

Continuarei a actuar, como faço há mais de 30 anos, nas seguintes áreas: humanitária, social, cívica, Cidadania, direitos humanos, voluntariado, ambiente, lusofonia e comunidades lusas.

E desde já. Por isso e como poderão acompanhar através da Nossa Página de Facebook, irei dar satisfação a várias solicitações que me foram feitas desde todo o País.

Esta página ( que irá sofrendo remodelações e processos de adaptação à nova realidade) será o Nosso elo de ligação e a fonte informativa oficial única da minha parte.

O futuro da Cidadania em Portugal e no Mundo depende e dependerá, sempre, de cada um de Nós.

Só assim poderemos cumprir Portugal e a Humanidade.

Que cada um faça a sua parte.

Que cada distrito, se o entender, avance nesse sentido, envolvendo aqueles que se sintam motivados e outros que, individualmente ou colectivamente abracem a causa da Cidadania, desde que perfilhem e tenham como princípios básicos os Desígnios Nacionais que, oportunamente, identifiquei como objectivos para Portugal.

Eu, garanto-vos desde já, estarei ao vosso lado no Pilar da Cidadania.

Com um Forte e Amigo Abraço

Fernando Nobre"

Posto isto, tenho dito e retiro-me!

Saudações virtuais

3 comentários:

Diário de um Anjo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Dylan disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
BlueAngel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.