quinta-feira, março 01, 2012

"Florbela" de Vicente Alves do Ó

É o mais recente do realizador português e é também um filme intenso, com diálogos fortes e poderosos e frases marcantes que nos tocam nas entranhas e nos sentidos; que nos desarmam, que nos fazem esboçar um sorriso, que nos comovem e que nos fazem chover. Vivemos quatro dias marcantes da vida da poetisa Florbela Espanca, quatro dias que alteraram a sua vida para sempre e que nos mostram a intensidade com que vivia e como viveu sempre. A sua relação com o irmão, Apeles, talvez uma das mais incompreendidas de sempre é abordada de uma forma real, verdadeira, pura e dura. Contudo, deixa perceber tanto e de um forma tão cruel e ao mesmo tempo subtil e delicada. Será um retrato do amor no seu estado mais puro?
É um filme com sensiblidade, amor, dor, amizade; todos vividos e sentidos ao máximo como todos os sentimentos devem ser sentidos. Comovente e doloroso, mas bonito, muito bonito. Fotografia, luz, planos, interpretações, música, guarda-roupa; tudo está perfeitamente encaixado no Portugal de 1927 que em alguns pontos se parece tanto com o Portugal de 2012. 
Um elenco de luxo dá vida a personagens misteriosas, loucas, espanpanantes, provocadoras, amorosas, desesperadas, amadas (ou não); Albano Jerónimo e Ivo Canelas são os homens da vida de Florbela. Florbela é Dalila Carmo que se confirma como uma atriz de excelência com um desempenho fantástico e comovente.
Há detalhes de realização sublimes e deliciosos; há o glamour do cinema e a arte de quem faz filmes de forma apaixonada porque de forma apaixonada vive o cinema e a arte de o fazer.
Estreia no próximo dia 8 de março em todo o país e é obrigatório assistir. 

Trailer


Teaser
 Saudações virtuais

Ficha Técnica

Florbela


2 comentários:

Rabbit disse...

e onde é que eu vejo isso?

BlueAngel disse...

Rabbit,

uiiiii adoraria que visses brevemente, mas não deve ser fácil Por aqui ainda só estreia dia 8 de março, que eu fui à ante-estreia. Não sei quando vai para DVD, mas sei que tb vai dar origem a uma mini-série na rtp. Austrália? Aposto que o Vicente adoraria tb, mas... não é um blockbuster americano, infelizmente. :-///