sexta-feira, janeiro 01, 2010

2009

Janeiro foi um mês de lembranças e de vitórias pessoais. Valeu a pena!

Em Fevereiro registei-me no Twitter, mas afinal não me dei assim tão bem com aquilo e desisti rapidamente por considerá-lo uma ferramenta not user friendly. Foi também neste mês que aqui o cantinho comemorou três anos e até teve direito a bolo, virtual claro está.

Resolvi escrever ao Universo, em Março, mas as respostas só começaram a chegar em Outubro, a passo de caracol e misturadas com não respostas. Ainda assim importa que o Sr. Universo se tenha lembrado e não se vá esquecendo.:-)

Abril chegou com uma grande comemoração cá em casa e a mim, out of the blue, apeteceu-me escrevinhar em inglês!

Maio começou triste e pouco animado. Em contrapartida musicalmente houve muita riqueza, a ver: o rapaz sexy, o fado renovado, a Gota D'Água açucarada e o regresso à adolescência com o encontro com o Mr Astley e outros da mesma época.

A meio do ano, Junho, um Romeu e Julieta diferente e muito original, pela Nature Theatre of Oklahoma, deu-me um gostinho especial e uma visão bastante inbteressante deste clássico do teatro. Mesmo no finalzinho do mês o desaparecimento da actriz Farrah Fawcet e do Rei da Pop deixaram um gosto amargo no início do Verão.

Com meio ano para trás chegou o tão esperado Julho. Esperado porquê? Porque todos os anos nesta altura há Aldeia do Mato e a reunião oficial anual dos Agentes Red Corpet e em 2009 tudo correu bem como sempre. Este foi também o mês em que recordei a reviravolta que a minha vida levou (e ainda bem).

O regresso à cidade mais espectacular do mundo ocorreu em Agosto e foi, sem sombra de dúvida, o momento do ano mais memorável! Volto, mais dia menos dia, se Deus quiser. Mas foi também o mês em que o humor em Portugal ficou mais pobre, contudo prometemos que vamos continuar a ser felizes.

Em Setembro voltei a um lugar onde já tinha sido feliz e fui ainda mais feliz. Perdeu-se um actor que marcou a adolescência de muitos, mas celebraram-se os 40 anos da Mafalda. Mais importante foi a Luz que (re)nasceu neste mês nove.

Quase no fim-do ano, mas ainda a bombar, Outubro trouxe o prometido concerto dos Amália Hoje no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Que grande noite!!! E não escondo que ainda hoje me indigno contra a má-educação! Por esta altura, recebi, por mail, uma resposta favorável a uma iniciativa minha e agora em Janeiro vou ter frutos desse acto. É bom!!!

E o meu mês como foi? Ahhhh o Novembro.... Trouxe o apuramento para o Mundial de 2010, contudo levou-nos a voz, aquela voz. No meu dia amei o telefonema do Lagostim mais famoso da blogosfera: Karvela de seu nome. Quanta honra! E trouxe mais, trouxe a certeza de que as minhas princesas me conhecem melhor que ninguém e com isso o orgulho que tenho em ter nelas tesouros preciosos para a vida. O mês que mais prezo foi também acompanhado de momentos de estranheza e surpreendentes, porque era suposto verem-me com mais atenção. Talvez todos tenhamos aprendido, no meu caso abriu feridas que estavam fechadas e que agora estão expostas a tudo. E as piores feridas são as que se reabrem, porque sarar custa mais. Aos poucos vou ultrapassando, um dia de cada vez... até que tudo se recomponha. Ainda assim, já comecei a aligeirar as coisas e espero não me vir a arrepender de algumas decisões que tive de alterar. Tenho esperança... que tudo acabe em bem. Mas de futuro convém falar comigo sempre... primeiro! Este ano estão liberados para o que quiserem. Alterei planos (que tinham mais de um ano), mas a coisa fica mais calma. :-)

And the last, but not the least, eis que chega Dezembro com tudo o que acarreta por inerência. E do 12º mês levo para sempre o regresso deles, a decisão interrompida de alterar a linha editorial deste cantinho e o primeiro comentário não aprovado. Nos primeiros dias do mês um telefonema sorridente trouxe uma boa notícia e no penúltimo dia do ano outro telefonema abriu mais uma janela.

Foi assim, mais coisa menos coisa, que se passou um ano inteirinho, 365 dias de histórias de vida, de momentos, de vivências e de partilhas. Agora estreio a mesma quantidade de dias num ano novo a que resolvi chamar: Vinte Dez!

A todos desejo um Vinte Dez fantástico cheio de vida, alegria e projectos alcançados. Acima tenham muita saúde que o resto vem depois bem encaminhado até cada um de nós.

Saudações virtuais


3 comentários:

Gi disse...

Que tenhas um vinte dez com dez vintes.
Diz ali ao lado que um dia vais perder a barriga e que hoje é o dia.
Nada mal para pensamento positivo para o 1º dia do ano. :D

Elora disse...

FeliZ ano, Mana e que o próximo seja recheado de coisas boas. beijocas

Beguinha disse...

Acima de tudo foi um ano CHEIO: cheio de pessoas, de momentos, de algumas perdas, de umas quantas vitórias, de momentos. E nada como um ano cheio para uma vida valiosa!
Um ano muito, mas mesmo muito, feliz minha amiga!